­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­­

Hackers voltam a agir e desta vez atacam página do IBGE na internet

24/06/2011 22:20

 

Direção do Sepro informou que ataques foram feitos com  cerca de 2 bilhões de acessos às páginas. Foto: Agência Brasil
 

Direção do Sepro informou que ataques foram feitos com cerca de 2 bilhões de acessos às páginas. Foto: Agência Brasil

 

 

Após invadirem sites da Presidência da República, da Receita, Ministério do Esporte e da Petrobras, vândalos virtuais fazem novo ataque e prometem causar mais problemas

 

A Polícia Federal iniciou na sexta-feira a investigação sobre os ataques de hackers a sites do governo brasileiro, que vêm acontecendo desde a madrugada de quarta-feira. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, não serão divulgados detalhes do processo para não prejudicar as investigações. Pela manhã, o site do Ministério da Cultura ficou fora do ar possivelmente por uma tentativa de ataque de hackers. Segundo a assessoria de imprensa do órgão, foi detectada uma sobrecarga de acesso, causada por apenas um IP, que é a identidade do computador, que parecia querer derrubar o servidor do ministério.

“Segundo a equipe técnica, é possível que hackers tenham tentado derrubar o sistema sim, mas isso não ficou comprovado”, diz a nota do órgão. O ministério informou que a ameaça foi detectada e logo neutralizada, e que o site está funcionando normalmente.

No início da tarde, o site da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) também ficou fora do ar, por cerca de 20 minutos, impossibilitando o acesso a informações de pousos e decolagens nos aeroportos do País. Mas, segundo a assessoria de imprensa da estatal, o portal foi retirado do ar para manutenção preventiva, visando ao reforço da segurança.

Mais cedo, o site do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) foi atacado por hackers que deixaram uma mensagem na página. O site foi retirado do ar para manutenção. Na madrugada da quarta-feira, os sites da Presidência da República, da Receita Federal e do Portal Brasil também foram atacados.

Ciberataques - Os riscos que os governos correm com os ciberataques cometidos por hackers são idênticos àqueles que correm as empresas privadas que têm os seus bancos de dados invadidos, afirmaram especialistas ouvidos pela BBC Brasil.

Desde quarta-feira, diversos sites ligados ao governo federal sofreram ataques ou tentativas de ataque por parte do grupo de hackers LulzSecBrazil. Entre as páginas visadas, estão as da Presidência da República, do IBGE e da Receita Federal.

Pesquisar no site